quinta-feira, dezembro 09, 2010


1
 A DONA ARANHA
A Dona Aranha Eliana
A dona aranha subiu pela paredeVeio a chuva forteE a derrubou
Já passou a chuvaE o sol já vai surgindoE a dona aranhaContinua a subir
Ela é teimosa e desobedienteSobe, sobe, sobe e nunca está contente
A dona aranha subiu pela paredeVeio a chuva forteE a derrubou
Já passou a chuvaE o sol já vai surgindoE a dona aranhaContinua a subir
Ela é teimosa e desobedienteSobe, sobe, sobe e nunca está contente
Presta atençãoa dona aranha vai descer...Olha ela aí
A dona aranha desceu pela paredeVeio a chuva forteE a derrubou
Já passou a chuvaE o sol já vai surgindoE a dona aranhaContinua a descer
Ela é teimosa e desobedienteDesce, desce, desce e nunca está contente



 
 A NUVEM TRISTE

 RATO, MEU QUERIDO RATO
 A MARGARIDA FRIORENTA

Era uma vez uma margarida em um jardim.
Quando ficou de noite a margarida começou a tremer.
Ai passou a Borboleta Azul.A borboleta parou de voar.
- Por que você esta tremendo?
- Frio!
- Oh! E horrível ficar com frio! E logo em uma noite tão escura!
A Margarida deu uma espiada na noite.E se encolheu nas suas folhas.
A Borboleta teve uma idéia:
- Espere um pouco! E voou para o quarto de Ana Maria.
-Psiu, acorde!
- Ah? E você, Borboleta? Como vai?
- Eu vou bem. Mas a Margarida vai mal.
- O que e que ela tem?
- Frio coitada!
- Então já sei o remédio. É trazer a Margarida para o meu quarto.
- Vou trazer já. A Borboleta pediu ao cachorro Moleque:
- Você leva esse vaso para o quarto da Ana Maria?
Moleque era muito inteligente e levou o vaso muito bem.Ana Maria abriu a porta para eles.
E deu um biscoito para Moleque.
A Margarida ficou na mesa de cabeceira. Ana Maria se deitou. Mas ouviu um barulhinho.
Era o vaso balançando. A Margarida estava tremendo!
- Que e isso?
- Frio!
- Ainda? Então já sei! Vou arranjar um casaquinho para você.
Ana Maria tirou o casaquinho da boneca. Porque a boneca não estava com frio nenhum. E vestiu o casaquinho na Margarida.
- Agora, você esta bem. Durma e sonhe com os anjos.
Mas quem sonhou com os anjos foi Ana Maria.
A Margarida continuou a tremer. Ana Maria acordou com o barulhinho.
- Outra vez? Então já sei. Vou arranjar uma casa para você!
E Ana Maria arranjou uma casa para Margarida.
Mas quando ia adormecendo ouviu outro barulhinho. Era a Margarida tremendo.
Então Ana Maria descobriu tudo.
Foi lá e deu um beijo na Margarida!!!
A Margarida parou de tremer.
E dormiram muito bem a noite toda.
No dia seguinte Ana Maria disse para a Borboleta Azul:
-Sabe Borboleta? O frio da Margarida não era frio de casaco não!
E a Borboleta respondeu:
- Ah! Entendi!
BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES

1 comentários:

Keyla Fofuchas' disse...

QUE FOFURAAA! AMEIII TODOS! PARABÉNS!!BJOKASSS

Postar um comentário

Sua visita e seu recadinho me deixam muito feliz!!!
Para orçamento, encomendas... vanessallucena@hotmail.com 6284464509
Volte sempre!